Categories:

Entrevista com Kawakeiko/Keikoucha

O que eu mais gosto na arte é a possibilidade dela nos tocar, mesmo que o motivo não seja muito claro inicialmente. Algo nas cores e formas afetam o nosso subconsciente, transmitindo uma mensagem direta à nossa alma, gerando um momento silencioso e particular de simples e pura contemplação. Essa é uma das melhores sensações da vida ♡

E é mais ou menos isso que acontece cada vez que eu vejo uma ilustração da nossa entrevistada de hoje, a Patricia Keiko Kawati, mais conhecida como Kawakeiko ou Keikoucha. A arte dela é tão linda, suave e cheia de vida que sempre me afeta positivamente e é um respiro no meu dia. Para quem não conhece, dá uma olhada no trabalho dela:






Não é simplesmente maravilhosa? ♡
E, para nossa sorte, a Keiko topou contar para nós um pouquinho sobre suas inspirações, motivações e processo criativo. Vem conferir!

♡♡♡

Awn!: Quem é Patricia Keiko Kawati?
Keiko: Uma pessoa.
Que era de exatas! Depois de algumas pegadinhas da vida, várias pisadas no cocô e alguns barrancos com a minha saúde, comecei a desenhar. E daí, o mundo cresceu! Continuo deslizando ocasionalmente no cocô, mas tudo é bem mais divertido agora. Posso até desenhar o tal do cocô e deixá-lo fofinho, ou bravo, ou magoado… assim eu me divirto, hahah.

Como é o seu processo de criação?
Sabe quando vc gosta tanto de algo que quer tornar aquilo parte de si? Meu processo é engatilhado principalmente por músicas e leitura, além de elementos da cultura oriental – que são coisas que amo- na tentativa de agregar aquilo, tornar algo meu. Pra mim, desenhar também é um ato de terapia, uma busca pra resolução dos meus conflitos e terminar em paz comigo mesma e o mundo.

Quais são suas maiores inspirações nessa área? E suas maiores motivações?
Eu poderia mencionar muuuitos nomes, vou citar alguns! Quando comecei a desenhar, me apaixonei pela arte da Audrey Kawasaki e nessa mesma época comecei a acompanhar o trabalho da Kidchan. Fiquei aficcionada pela arte da Miho Hirano e outra ídola minha é a Mika Takahashi! Essas artistas representam pra mim um ideal de algo sutilmente frágil, delicado: e por isso mesmo muito belo e forte. Considero isso extremamente humano. Outra forte inspiração são os filmes do Hayao Miyazaki, adoro o universo que ele criou, além dele mesmo como pessoa perseverante e inquieta.

A qualidade da sua produção é indiscutível, mas eu também fico muito impressionada com a quantidade, você tem um grande volume de trabalhos expostos nas redes sociais toda semana! Como você consegue?
Awn, muito obrigada! Acho que tem algo de desespero! Sinto que perdi muito tempo da minha vida “não-desenhando”, fazendo coisas que não tem tanto significado pra mim. Pra começar, eu trabalho numa perfumaria! Agora, sinto que todo momento livre é uma oportunidade pra melhorar numa coisa tão importante pra mim. Desenhar é aquela jornada infinita, sempre há no que trabalhar e melhorar, isso é assustador e ao mesmo tempo inspirador.
Um parênteses, foi algo que me ocorreu há uns tempos (e ajudou a me motivar mais). Se te perguntarem o que é importante na sua vida, o que vc diria? E quanto tempo investe nessas coisas que considera tão importante?

Qual o significado da ilustração na sua vida?
A ilustração é um convite pra um mundo não palpável, pertinente ao artista que o desenhou. Poder entender o que se passa na mente de uma outra pessoa, diferentes situações e paralelos, entender que o mundo não se limita a mim mesma e ao que penso; posso dizer tranquilamente que isso é extremamente fascinante e enriquecedor.

Como você gosta de passar o seu tempo livre?
Brincando com meu gatinho! Com os amigos. Ouvir música, estudar, ler, pesquisar, conhecer coisas novas, coisas velhas que são novas pra mim, trocar ideias. No fim, isso acaba entrando nos meus desenhos. Ah! Adoro assistir programas de humor japonês – vira e mexe revejo o “Hard Gay” ahahha.

Por fim, você pode indicar alguma coisa muito “awwnnn!” para os leitores do blog?
Essa animação

♡♡♡

Você pode prestigiar o trabalho da Keiko nos seguintes endereços:

Ou, melhor ainda, pode adquirir uma arte dela:

||||| 8 Curtir |||||
  • Escrito por Luciana Midory

    Designer, caçadora de coisas fofas e especialista em sair de olhos fechados nas fotos. Além de coisas cute, gosta de tudo o que é amarelo, oriental, bizarro e singular.

MATÉRIAS SEMELHANTES


2 Comentários

  • Dai Castro

    10 de abril de 2017 às 18:17 Responder

    Que post mais lindo! Principalmente as suas palavras no primeiro parágrafo!
    Eu adoro me deparar com artes que mexam comigo de alguma forma.
    E adorei o humor da Keikoucha! A resposta da primeira pergunta foi sensacional! Quero transformar os cocôs que acontecem na minha vida dessa maneira fofa também hahaha
    Beijos!

    • Luciana Midory

      10 de abril de 2017 às 21:01 Responder

      Ahahaha que bom que gostou da entrevista, Dai!
      Depois que recebi as respostas da Keiko, também fiquei pensando em como transformar os meus cocôs… mas ainda não consegui a resposta ahahahaha.

      Beijos!

Escreva um comentário