Categories:

[Resenha]: A simplicidade estonteante de Arvorada

Para condizer com essa resenha, que será feita de coração aberto, devo ser verdadeira desde o início e dizer que eu não me empolguei quando soube que o décimo quinto título da Graphic MSP seria do Chico Bento. É claro que eu me divertia com os seus gibis quando eu era criança, mas não sei. Acho que as histórias de roubo de goiaba e preguiça de estudar ficaram gravadas à minha memória e eu não me sentia mais no clima de ler sobre isso. Maaaaassssss… eu havia me esquecido que o Chico vai muito, mas muito além disso.

Por ser do campo, um ambiente diferente dos demais protagonistas da Turma da Mônica, as histórias do Chico sempre tiveram temas diferenciados, como as questões do meio ambiente, folclore e crendices populares. Porém, além do fator regional, ele também é uma criança diferenciada, de simplicidade e humildade únicas, que fazem com que suas histórias também estejam recheadas de reflexões, principalmente sobre o que realmente deveríamos valorizar em nossas vidas. E é disso que Arvorada se trata.

De forma bem resumida, pode-ser dizer que a história toda gira em torno do Chico, Vó Dita e um ipê amarelo. Se você não acompanhou tanto as histórias do nosso querido caipira, eu explico: a Vó Dita é avó do Chico, uma senhorinha que está sempre disposta a contar causos ou compartilhar de sua sabedoria. E que sabedoria! Só em Arvorada podemos acompanhar vários ensinamentos, sempre transmitidos de forma muito simples, direta e muita poética.

Se não bastasse a história ser maravilhosa, com um texto super fácil de acompanhar, o autor Orlandeli ainda nos presenteou com uma das HQs mais lindas que já tive a oportunidade de ler. As ilustrações são sempre muito precisas, as expressões dos personagens, linguagem corporal, as paisagens, as cores, as transições entre páginas e entre tempos… tudo é muito bem produzido e nos conduz de forma impecável para as mais diversas sensações que essa graphic traz, seja nas cenas mais tensas quanto nas mais delicadas e sublimes.

Aliás: pausa para apreciar essa página maravilhosa.

Foi tão fácil entrar na história que me senti tocada pelas cenas desde o início. Acho que isso se deve pelo aspecto dos personagens, que parecem tão frágeis, rodeados por uma paisagem e vida meio utópicas. Meio mágico e meio real. Por isso foi impossível não chorar em algumas partes, me vi no Chico em diversos momentos e sofri enquanto ele passava por dificuldades. Mas a perfeição dessa graphic é que ela é do universo desse personagem maravilhoso, e a força interna, misturada com a leveza do aprendizado, fazem o final ser bonito, de uma singularidade só. É uma dessas jornadas que você se sente exausto no final, mas ao mesmo tempo revigorado e com mais vontade de viver! Ahahaha

Arvorada se tornou um dos meus títulos preferidos, está super recomendada, e entra com muito carinho para minha coleção de graphics MSP.

Ficha técnica
Chico Bento: Arvorada, por Orlandeli
Panini Comics | Graphic MSP
Lançado em abril de 2017
100 páginas

||||| 6 Curtir |||||
  • Escrito por Luciana Midory

    Designer, caçadora de coisas fofas e especialista em sair de olhos fechados nas fotos. Além de coisas cute, gosta de tudo o que é amarelo, oriental, bizarro e singular.

YOU MIGHT ALSO LIKE


12 Comentários

  • Dai Castro

    14 de setembro de 2017 às 10:45 Responder

    Que HQ maravilhosa eu me apaixonei do início ao fim e se tornou uma das minhas favoritas!
    Essa relação da simplicidade e da valorização de pequenas coisas (as que realmente importam em nossas vidas) me tocou bastante!
    Muito amor mesmo

    • Luciana Midory

      14 de setembro de 2017 às 10:57 Responder

      Dai! Você foi a principal responsável por eu ter comprado Arvorada! Saber que você gostou e ver as fotos maravilhosas no seu blog foi o fator decisivo. Obrigada por isso

  • Yuri S

    14 de setembro de 2017 às 16:39 Responder

    Eu não sabia que tinha essas graphic novels (acorda, Yuri!) e to apaixonadoooo nessa arte, meu deus! Venho apreciando muito ilustrações ultimamente e consegui ver nessas artes das fotos tudo que você descreveu, o resto da graphic deve ser maravilhosa, fiquei curioso pra ler. Procurando agora sobre, inclusive.

    • Luciana Midory

      14 de setembro de 2017 às 16:44 Responder

      Yuri, as graphics MSP são maravilhooooosass!
      Se quiser indicação, as minhas preferidas são: Turma da Mônica: Laços, Bidu: Caminhos e agora essa, Arvorada! Ahahaha

      Fico feliz que a matéria tenha despertado essa curiosidade em você. Se ler, espero que goste

  • Cyndi

    14 de setembro de 2017 às 17:24 Responder

    MSP só produzindo lagrimas em nossas vidas, assim não dá! Quero muito! A Turma da Monica: Laços é outra que tem lugarzinho reservado na estante e no coração

    • Luciana Midory

      14 de setembro de 2017 às 19:55 Responder

      Nossa, nem fale! Essa foi difícil de segurar as lágrimas, ahahaha! Mas o final compensa
      Laços é realmente um amorzinho, minha preferida ao lado de Bidu (não consigo escolher uma preferida entre esses dois ahahahaha).

  • Cássia

    15 de setembro de 2017 às 08:36 Responder

    Oi, Lu!
    Eu sou doida para ler os títulos publicados dessa série de Graphic novels da Turma da Mônica, mas até o momento não tive oportunidade de lê-los.
    Fiquei feliz em ver que Arvorada te surpreendeu, te emocionou e se tornou um dos seus livros queridinhos. O Chico também nunca foi o meu personagem favorito, mas fiquei curiosa para saber mais a respeito de tudo o que aconteceu nessa história. De acordo com os seus relatos e as suas fotos, esse livro parece ser mágico.

    Beijos e bom fim de semana!

    • Luciana Midory

      15 de setembro de 2017 às 10:20 Responder

      Oi, Cássia!
      Eu acho que você vai gostar muito das graphics da Turma da Mônica… tem de vários personagens, para todos os gostos. Quando tiver a oportunidade, agarre-a

      Acho que nunca gostei tanto do Chico por também morar no meio do mato mas, ao contrário dele, eu não curtia muito, não! Ahahaha. Mas essa história realmente é mágica e não tinha ambiente ou personagem melhor para contá-la.

      Beijão e um ótimo fim de semana para você também!

  • Clayci

    17 de setembro de 2017 às 16:35 Responder

    Lu eu li esse graphic em uma livraria e tive que deixar pra trás com muita dor no coração.
    E esses dias me dei conta de que perdi uma promoção MARAVILHOSA rs
    Eu ainda quero comprar para ter na estante porque eu morri de amores com a história.
    Sempre gostei do Chico. Claro que quando somos crianças, enxergamos apenas a preguiça dele rs…
    Mas é um personagem que traz muitas reflexões, sobre como é de fato valorizar e viver a vida =D

    Amei suas fotos!

    • Luciana Midory

      17 de setembro de 2017 às 20:55 Responder

      Clayci, acho que a promoção que você perdeu foi exatamente a que eu aproveitei! Ahahaha
      Eu estava com vontade de comprar Arvorada há muito tempo e, quando vi o preço, em capa dura ainda, não pude desperdiçar

      Mas com certeza terão outras, e espero que você consiga comprar mais para frente, sim! É um tipo de história que vale a pena ler mais de uma vez, com o passar do tempo.

      E fico feliz que tenha gostado das fotos! Vindo de você é um elogio enorme!

  • Livia Gabos

    17 de setembro de 2017 às 19:41 Responder

    Eu tenho algumas das HQs da MSP, mas acho que Arvorada foi uma das que mais me encataram e, claro, me fizeram chorar. Eu recomendaria você ler a do Louco, alias, se quiser, empresto para você fazer a resenha.
    Linda resenha

    • Luciana Midory

      17 de setembro de 2017 às 20:59 Responder

      Lili, que gostoso ver você comentando por aqui
      Ai, impossível não chorar com Arvorada, né? E comprar as graphics MSP se torna um vício! Ahahahaha

      Eu li a história do Louco, mas acabei não fazendo resenha… tanto a do Louco quanto a segunda do Bidu, o Juntos. Eu gostei das duas, mas não a ponto de fazer resenha, sabe? Sinto que faltou algo… (se bem que, às vezes, fico em dúvida se não fui eu que não captei direito a mensagem da história do Louco, ahahaha! Preciso ler de novo).

      Beijão

Escreva um comentário